terça-feira, 19 de junho de 2018

2º dia do VII Seminário de Estágio


     
No dia 19 de junho, os alunos do 5º semestre do curso de Pedagogia da Facemp foram responsáveis pela segunda noite do VII Seminário de Estágio.  O evento foi aberto com  a poesia de Edgard Abbehusen.
Foram compartilhadas as experiências vivenciadas na prática pedagógica durante o período de Estágio Supervisionado  I -  Educação Infantil,  em escolas da rede pública e privada  e que tiveram como base a observação, regência, registro e reflexão sobre o processo durante o Estágio I.
De acordo com as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil (BRASIL‚ 2010) a educação infantil, primeira etapa da Educação Básica, tem como finalidade o desenvolvimento integral da criança até seis anos de idade, em seus aspectos físico, psicológico, intelectual e social, complementando a ação da família e da comunidade.
De acordo com o PPC do curso, o estágio deve ser um espaço em que o aluno possa refletir acerca do seu papel como educador (a) ou como futuro (a) educador (a), mais uma etapa na construção de sua identidade profissional, que, como diz Freire (1996, p. 78), “envolve saberes gerais e específicos, mas também medo, frustrações, desejos [...]”.




1º dia do VII Seminário de Estágio


A interação entre a teoria e a prática, caracterizada pelo estágio supervisionado, constitui-se em componente curricular obrigatório que visa à aplicação dos conhecimentos estudados no lócus da docência, realizando a transposição de conhecimentos adquiridos ao longo de sua formação acadêmica, possibilitando o desenvolvimento da prática profissional, onde estão envolvidos os aspectos técnicos, científicos, sociais e humanos da profissão.

O novo cenário da educação se abre no século XXI com novas perspectivas para o profissional que se insere no mercado de trabalho, sob diversas abrangências, como nos mostra a própria sociedade, que vive um momento particular de discussões sobre globalização, neoliberalismo, terceiro setor, educação online, enfim, uma nova estrutura se firma na sociedade, a qual exige profissionais cada vez mais qualificados e preparados para atuarem neste cenário competitivo.
Antes, o Pedagogo era limitado a trabalhar apenas em espaços escolares. Empresas, hospitais, ONGs, associações, igrejas, eventos, emissoras de transmissão (rádio e TV), e outros formam hoje o novo cenário de atuação deste profissional, que transpõe os muros da escola, para prestar seu serviço nestes locais que eram espaços até então restritos a outros profissionais.
E esta atual realidade vem com certeza quebrando preconceitos e ideias de que o pedagogo está apto para exercer suas funções na sala de aula. Onde houver uma prática educativa, existe aí uma ação pedagógica.
No primeiro dia do VII Seminário de Estágio, os alunos do 7º semestre, apresentaram suas experiências nos espaços formais e não formais.


ESPAÇOS FORMAIS

1. Núcleo Territorial do Recôncavo – NTE 21

2. Escola Municipalizada Isaias Alves

3. Colégio Estadual Francisco da Conceição Menezes


ESPAÇOS NÃO FORMAIS:


1 O CRAS QUILOMBOLA  – Santo Antonio de Jesus (Centro de Referência de Assistência Social) é o órgão responsável por coordenar as atividades assistenciais no bairro. O posto tem o objetivo de atender famílias em situação de vulnerabilidade que precisem de auxílio social.

2. FUNDAÇÃO RENATO MACHADO - Fruto da iniciativa do Dr. Renato Machado devido à ausência de instituições que pudessem amparar as comunidades mais carentes, a Fundação inaugurada em 27 junho de 1991, tem como fundamento a vida e os ideais do seu Fundador de interferir positivamente na realidade de famílias que vivem à margem da sociedade, transformando a realidade dessas pessoas através de ações que promovem a inserção social.

Desde então, a Fundação realiza ações sociais, projetos educacionais, culturais, por meio de parcerias com o governo, outras entidades e colaboradores, que visam ajudar na construção do caráter social, pessoal, na inserção e reinserção no mercado de trabalho, além da formação de cidadãos.


3. ASSOCIAÇÃO DE CAPOEIRA GAMELO - Presidente Fundador o Mestre Siney Ejionile, comemora junto a  família Gamelo as conquistas ao longo de 18 anos de atividades, que ultrapassaram as fronteiras da cidade de Santo Antônio de Jesus Bahia, hoje com filiados de outros países. A associação funciona no Bairro Irmã Dulce e atende crianças de 04 a 13 anos.



Fontes:
PPC DO CURSO DE PEDAGOGIA
E PEDAGOGIA AO PE DALETRA

sábado, 16 de junho de 2018

QUALIFICAÇÃO DE PROJETOS DE TCC DO CURSO DE PEDAGOGIA






No dia 15 de junho, os alunos do 7º semestre do curso de Pedagogia da FACEMP, apresentaram seus projetos de Pesquisa para a banca de qualificação formada pelos professores do curso.
Trata-se de um trabalho de iniciação à pesquisa, em que o acadêmico realiza um projeto de pesquisa sobre algum tema da respectiva área do Curso, que possua relevância científica e social; o qual constituirá uma produção científica e acadêmica, por meio da produção de um artigo científico, que terá continuidade no oitavo semestre. 
Momento rico para alunos e professores. 

X Mostra das Oficinas Pedagógicas



        O curso de Pedagogia da FACEMP realizou no  dia 14 de junho a X Mostra das Oficinas Pedagógicas: Espaço de Formação, uma exposição dos resultados dos trabalhos e atividades desenvolvidas por alunos do terceiro  e quarto semestres do curso a partir do componente curricular Pesquisa e Prática em articulação com outras disciplinas de cada um dos semestres.
No Projeto do referido curso, o componente curricular Pesquisa e Prática, tem como objetivo possibilitar ao aluno, a vivência de experiências em sua área específica, através do desenvolvimento de atividades nas instituições educacionais uma vez que o processo de aprendizagem tem que estar fortemente integrado à prática cotidiana, haja vista que só a partir dos problemas concretos é que o conhecimento acadêmico teórico pode tornar-se útil e significativo para os futuros profissionais. 
Desse modo este componente tem o propósito de aproximar o aluno da escola, para que ele compreenda a prática educacional e suas formas de organização, caracterizando o espaço em que a escola está inserida e a relação entre a escola e a comunidade.
As atividades são realizadas de forma interdisciplinar, desde o planejamento, ao acompanhamento dos alunos nas escolas campo quando realizam as observações e as oficinas, até a realização da apresentação dos resultados através da Mostra das Oficinas numa sessão de pôsteres.